“Se Alexandre Pires viesse os outros cantariam de borla” Riquinho

0
1301

O empresário Riquinho acusou os artistas nacionais que estavam convidados para a “Gala dos namorados” e não apareceram.

Segundo o mesmo, os artistas tentaram “boicotar” o evento devido à ausência do cantor brasileiro Alexandre Pires.

O evento decorreu ontem no Hotel Convenções de Talatona.

O promotor de espectáculo reagiu assim à decisão da produtora Bom Som de cancelar a participação dos seus músicos.

Os músicos que não compareceram

Anselmo Ralph, Anna Joyce e Landrick, Yola Araújo, Yola Semedo, Bass, Bruna Tatiana e Telma Lee, que também faziam parte do cartaz, não apareceram na festa.

Riquinho garantiu que os artistas em causa cantariam de graça se Alexandre Pires estivesse em Angola.

Segundo o empresário, muitos artistas queriam ir ao evento só para estarem próximos do brasileiro.

“Não foi por causa do dinheiro. Foi por causa do Alexandre Pires. Se  Alexandre Pires viesse o Anselmo Ralph e os outros artistas viriam cantar de borla”.

“Quando anunciei a vinda do Alexandre Pires, os músicos é que começaram a ligar para dizer que queriam cantar”.

O empresário disse ainda que não teria pago os artistas angolanos em dinheiro, mas sim em serviços do HCTA.

Ou seja, em vez de receber o pagamento, os mesmos receberiam um voucher para trocar por diárias, refeições e outros serviços do hotel.

Dos dez músicos inicialmente convidados para a “Gala dos Namorados”, apenas Kelly Silva esteve presente.

O Kelly Silva é um herói. Recebeu telefonemas para não vir”.

Para além de Kelly Silva, actuaram no evento o humorista Agente Formiga, o cantor Miró e a dupla The Angel, artistas cujo repertório é ainda desconhecido.

Para o empresário, foi o músico Anselmo Ralph que de alguma maneira incentivou os outros artistas a não comparecerem na actividade.

“O Anselmo Ralph como deu aquela bandeira, precisava de ter muitos músicos atrás de si para desprestigiar o evento”.